Goiânia tem menor inflação para o mês de fevereiro nos últimos 30 anos

Segundo a Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), a inflação de Goiânia foi a mais baixa em 30 anos para o mês de fevereiro. O número foi de -0,70%. Os dados foram retirados da pesquisa mensal do Instituto Mauro Borges (IMB). Dos 205 produtos e serviços pesquisados, 94 apresentaram baixa, 77 alta e os demais se mostraram estáveis.

O grupo da alimentação teve uma queda de 0,84% nos preços. Alimentos como o feijão carioca (- 10,23%), o frango (-6,68%), o tomate (-10,25%), a carne bovina – contrafilé (-5,96%), a cebola (-11,62%), a batata inglesa (-3,32%), o arroz (-1,77%) ajudaram a puxar a queda da inflação. Consequentemente, o preço da cesta básica caiu, ficando em R$324,56.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Outro destaque foi o grupo de transportes (-1,23%). A gasolina apresentou inflação de -4,31% por litro. O etanol e o óleo diesel apresentaram respectivamente quedas de 7,87% e 0,31%. Na média o custo do conserto dos veículos ficou 7,27% mais barato. No grupo da habitação (-0,98%), a energia elétrica diminuiu o preço em 5,98%.

LEIA TAMBÉM

• Jovem matou ex-sogro após surto provocado por remédios controlados, diz defesa• Maquiadora e influencer goiana que zombou de vagas para autistas é indiciada• Saiba como estão as investigações sobre o jovem que matou ex-sogro, em Goiânia

As promoções realizadas pelo comércio com o objetivo de liquidar estoques contribuíram para os números. A bermuda masculina teve baixa de mais de 5% e o vestido de 4%. Até os ingressos para partidas de futebol registrou queda. Segundo os dados, o preço da entrada caiu 23,47%.

Apenas dois grupos mostraram alta. O grupo educação subiu 1,04%, devido a volta às aulas. O uniforme escolar aumentou 9,97% e os artigos de papelaria, 3,91%. No grupo comunicação, os serviços de telefonia pós-pago aumentaram 3,06%.

Tags: