Home»Entrevista»App ‘Monitora, Brasil!’ é ferramenta para fiscalizar e cobrar parlamentares

App ‘Monitora, Brasil!’ é ferramenta para fiscalizar e cobrar parlamentares

3
Shares
Pinterest Google+

Ao Vivo: Gustavo Cruvinel, idealizador do aplicativo Monitora Brasil, aplicativo que disponibiliza ferramentas para que a população entenda o que os políticos do país estão fazendo e o que fizeram #aovivodiariodoestado

Posted by Diário Do Estado on Friday, October 6, 2017

A crise política que tomou conta do Brasil nos últimos anos teve ao menos um reflexo positivo. A sociedade passou a se interessar mais pelo tema e cobrar dos parlamentares. Com base nisso, algumas ferramentas de fiscalização da vida no Congresso surgiram, como é o caso do aplicativo ‘Monitora, Brasil!’.

A iniciativa surgiu de dois egressos da Universidade Federal de Goiás. Um deles é o cientista político goiano Gustavo Cruvinel. Ele concedeu entrevista ao Diário do Estado e contou como foi concebido o projeto, iniciado após as manifestações de rua de 2013. (Confira a entrevista completa acima).

“ A ideia inicial era fiscalizar os gastos com cota parlamentar e acompanhar os projetos de lei que estão em tramitação. Desde então evoluímos para as redes sociais. Temos uma página no Facebook com 38 mil seguidores. Estamos evoluindo agora para um portal para colocar informações, artigos sobre combate a corrupção, fiscalização dos gastos publicos e participação da sociedade na política”, explicou.

O intuito dos criadores do aplicativa era, além de dar voz à sociedade, fiscalizar o andamento de projetos com amplo apoio popular. Entre os mais monitorados pela ferramenta estão os projetos de lei das 10 medidas contra a corrupção e também do fim do foro privilegiado.

Para cobrar a análise dessas matérias, o ‘Monitora, Brasil!’ utilizou um mecanismo do Senado que obriga os parlamentares, em caso de atingir apoio suficiente, a apreciarem o tema.

“Utilizamos a ferramenta da Ideia Legislativa do Senado. Com 20 mil apoiamentos, a ideia legislativa é analisada pela Comissão de Legislação Participativa do Senado e pode virar um projeto de lei. Apresentamos essa ideia e estamos buscando os 20 mil apoiamentos para conseguirmos que as 10 medidas originais comecem a tramitar pelo Senado”, disse.

Ao cidadão que deseja contribuir para que a legislação contra a corrupção seja endurecida, Cruvinel explica como fazer. “Basta entrar no site do Senado, procurar o nosso projeto e fazer o apoio com login no Facebook ou alguma conta de e-mail. Na conta do’Monitora, Brasil!’ no Facebook também tem o link. Temos quatro meses para conseguir os 20 mil apoiamentos”, detalhou.

Além do ‘Monitora, Brasil!’, existem outras iniciativas que fiscalizam a política brasileira. Para Cruvinel, o melhor para o amadurecimento político é a união dessas ferramentas. “É importante incentivá-las para formar um ecossistema para incentivar a luta contra a corrupção e uma maior participação da sociedade na política.”