10 curiosidades sobre a bandeira do Brasil

Confira a lista com curiosidades e fatos interessantes que você provavelmente ainda não sabe sobre a bandeira do Brasil

No dia 19 de novembro se comemora o Dia da Bandeira do Brasil, símbolo criado para marcar o fim do Império e o início da República no país. É por isso que a data é comemorada quatro dias após a Proclamação da República, ocorrida no dia 15 de novembro de 1889. Em celebração a data, o Diário do Estado preparou uma lista com 10 fatos interessantes e curiosidades que você provavelmente ainda não sabe sobre a bandeira do nosso país.

10. Por mais de um século, as cores que representavam nosso país eram o branco e o vermelho. Isso porque, até 1645, o Brasil utilizava os mesmos símbolos nacionais que nossa metrópole, Portugal, sendo comum encontrar nas bandeiras anteriores brasões, coroas e escudos que representavam a família real portuguesa.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

9. O par de cores tão famoso que atualmente identifica o Brasil no mundo inteiro, o verde e o amarelo, só passou a ser usado após a Proclamação da Independência do Brasil, em 1822. Foram adotadas, então, as cores das duas Casas que originaram o Brasil independente: o verde representava a Casa de Bragança, de dom Pedro 1º, de Portugal, e o amarelo representava a Casa de Habsburgo, de Maria Leopoldina, da Áustria.

8. Projetada por Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos, com desenho de Décio Vilares, a bandeira do Brasil foi desenhada pelo pintor francês Jean Baptiste Debret.

7. Nossa atual bandeira, criada logo após a Proclamação da República, é uma adaptação da bandeira que simbolizava justamente a monarquia. Criada pelo famoso pintor francês Jean Baptiste Debret (1768-1848), fundador da Academia de Belas-Artes do Brasil, a antiga bandeira apresenta as mesmas bases da atual: o campo verde ao fundo e o losango amarelo.

6. A bandeira representa nosso atual sistema político, a República, adotada em 1889, em substituição à monarquia. Prova disso é que as estrelas da bandeira representam a divisão do país nos 26 Estados e mais o Distrito Federal.

5. As palavras “Ordem e Progresso” foram inspiradas na seguinte frase do positivista Augusto Comte: “O amor por princípio e a ordem por base, o progresso por fim”. Quem propôs o lema “Ordem e Progresso”, um resumo da teoria de Comte, foi o político Benjamin Constant.

4. Em 1888, já na fase final do Império, críticos do regime monárquico criaram uma bandeira que, segundo eles, deveria ser o símbolo da futura República. Nessa bandeira, não vemos nem sinais da bandeira imperial, e a intenção era justamente essa. O resultado foi uma bandeira com 13 listras pretas e brancas e, no canto, o mapa do Brasil cercado por 4 estrelas. Essa bandeira preto e branca, usada em São Paulo nos primeiros anos da República, acabou se tornando a bandeira do estado, só oficializada por meio de decreto de 1946.

3. As constelações que compõem a Bandeira estão invertidas, ou seja, representadas não da forma como são vistas olhando para o céu, mas como se fossem vistas por um espelho, ou, como diz a lei 5.700/1971, “como vistas por um observador situado fora da esfera celeste”.

2. A bandeira nacional que conhecemos hoje é a décima bandeira do Brasil. A mais curiosa delas talvez tenha sido a nona bandeira, usada por somente quatro dias, de 15 a 19 de novembro de 1889, logo após a Proclamação da República. Conhecida como Bandeira da República Provisória, a flâmula era igual à dos Estados Unidos, porém nas cores verde, amarelo, azul e branco.

1. A bandeira é considerada um dos símbolo nacionais do país. Os outros quatro símbolos nacionais são: Hino Nacional, Armas Nacionais e Selo Nacional.

Tags: