10 curiosidades sobre o natal

Confira a lista com curiosidades e fatos interessantes que você provavelmente ainda não sabe sobre o natal

Natal ou Dia de Natal é um feriado religioso cristão comemorado anualmente em 25 de dezembro. A data é o centro das festas de fim de ano e da temporada de férias, sendo, no cristianismo, o marco inicial do Ciclo do Natal, que dura doze dias. Com várias simbologias, o natal é uma das celebrações cristãs mais importantes, sendo comemorado de formas diferentes em diversos países. Aproveitando que o mês de dezembro já chegou e as comemorações natalinas estão cada vez mais próximas, preparamos uma lista com 10 curiosidades e fatos interessantes sobre o natal, que vão te fazer entrar no clima da festividade.

10. No dia 25 de dezembro é celebrado o nascimento de Jesus Cristo. Mas esta data só foi estabelecida no ano 350, quando o Papa Júlio I, bispo de Roma, oficializou o dia para coincidir com uma festa pagã que homenageava o deus Sol Invictus no período do solstício de inverno (estação do Hemisfério Norte em dezembro).

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

9. As bolas de natal, usadas em decorações, fazem referência aos primeiros enfeites feitos de pedras e maçãs, que eram colocados nos pinheiros e carvalhos.

8. Os hinduístas reconhecem Cristo como a encarnação de Vishnu, uma das principais entidades divinas da religião. Eles celebram o dia 25 de dezembro como a Festa das Luzes, pois, acreditam que o nascimento da luz venceu a escuridão.

7. Dentre os principais símbolos natalinos, ou aqueles que mais vemos, podemos citar o azevinho, que simboliza a vida, o bom pressentimento, podendo ser usado nas portas das casas, nas maçanetas, em velas e na própria árvore de natal.

6. Os presentes se tornaram uma tradição do natal, pois os três reis magos levaram incenso, ouro e mirra para serem oferecidos à Jesus Cristo, logo após o seu nascimento.

5.  Os judeus possuem sua própria celebração realizada no mesmo período. Conhecida originalmente como Chanuká, o evento relembra a reinauguração do Grande Templo de Jerusalém, reconquistado pelos judeus após três anos de guerras. Os judeus não reconhecem Jesus como Filho de Deus.

4. Acredita-se que o presépio tenha sido uma criação de São Francisco de Assis para representar o nascimento de Jesus de forma mais realista. Escrituras da igreja católica relatam que este foi montado durante uma missa celebrada no ano de 1223, a que passaram a considerar como missa de Natal. A ideia foi tão bem simbolizada que rapidamente passou a ser adotada em outras igrejas europeias, podendo também ser montada nas casas e sendo propagada por todo o mundo.

3. A canção “Noite Feliz” foi criada na Áustria em 1818. Tudo começou com o padre Joseph Mohr que saiu atrás de um novo instrumento para substituir o órgão da igreja. Durante suas peregrinações, o reverendo teve a ideia de fazer imaginar de como teria sido a noite do nascimento de Jesus e anotar os detalhes. Após isso, procurou o músico Franz Gruber para criar a melodia. A versão brasileira foi composta no século 19 pelo Frei austríaco Pedro Sinzig, que se naturalizou brasileiro em 1898.

2. O boneco de neve é uma tradição dos países frios, onde são colocadas duas bolas, sobrepostas, para fazer o corpo, usando uma cenoura para fazer o nariz, galhos para fazer os pés e os braços, além de outros adereços para deixá-lo mais enfeitado.

1. Existem diversas versões para o surgimento da árvore de Natal, mas a maioria dos registros aponta a Alemanha como o país de origem. A versão mais aceita é que o padre e fundador do protestantismo Martinho Lutero montou um pinheiro enfeitado com velas em sua casa no século 16. O objetivo era mostrar às crianças como era o céu na noite do nascimento de Cristo.

Tags: