Zé Trovão se entrega à PF após dois meses foragidos

A prisão de Zé Trovão foi realizada nesta terça-feira (26) em Santa Catarina

O caminhoneiro bolsonarista Marcos Antônio, mais conhecido como “Zé Trovão“, retornou ao Brasil e se entregou à polícia federal nesta terça-feira (26), em Joinville (SC).

Zé Trovão é alvo de uma ordem de prisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, decretada no início do mês de setembro, por incitar violência e atos antidemocráticos durante as manifestações do dia 7 de setembro. Trovão estava foragido há dois meses, sua prisão foi confirmada pela polícia federal.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Em um vídeo divulgado em seu canal do telegram Zé Trovão informou que iria se entregar. “Nesse 26 de outubro, eu me entreguei à Justiça brasileira, me apresentei à Justiça brasileira, porque, como diz o nosso hino, verás que um filho teu não foge à luta. E eu jamais iria abandonar o povo brasileiro”, afirmou.

Em nota a polícia civil informou: 

“A polícia federal cumpriu nesta terça-feira (26), em Joinville/SC, o mandado de prisão preventiva expedido pelo Supremo Tribunal Federal nos autos do inquérito 4879, que investiga atos antidemocráticos. O mandado de prisão em questão foi expedido em 1/9/2021, pelo ministro do STF Alexandre de Moraes. O preso se apresentou no início da tarde desta terça-feira na Delegacia da Polícia Federal de Joinville e permanecerá à disposição da justiça”.

Veja o vídeo que Zé Trovão publicou: