Caiado abre barragem no Meia Ponte e garante que não terá rodízio em Goiás

O governador também visitou o Sistema João Leite e indicou que o nível da água está em 80%

Na manhã desta quarta-feira (22), o governador Ronaldo Caiado abriu a comporta de uma barragem localizada na zona rural de Goiânia. De acordo com o governo, a medida é uma forma de reequilibrar a vazão do Rio Meia Ponte, que é outro sistema de abastecimento que, devido à estiagem severa, apresenta queda no volume.

Com isso, o governo tenta impedir que a vazão chegue ao Nível Crítico IV, quando o escoamento é menor ou igual a 2 mil litros por segundo. Atualmente, o valor medido pela Semad é de 2,3 mil litros por segundo.

“Nós previamente já fizemos a tarefa de casa, então vamos precisar de rodízio algum. Temos nove represas do porte dessa aqui e gradualmente nós vamos liberando a água. Mas todo órgão é obrigado a responder à Agência Nacional de Água caso seja necessário. Mas quero conscientizar a todas as pessoas, façam um consumo responsável. Não é o momento de ficar lavando calçada, lavando carro e gastando água excessivamente. Vamos preservar esse consumo”, alertou Ronaldo Caiado.

O governador destacou ainda que existe um planejamento caso haja necessidade de racionamento de água. De acordo com ele, as agências de regulação sempre cobram planos de ação para o caso de falta de água, se isso ocorre. Essa seria uma forma de evitar a falta caso ocorra uma catástrofe. Mas isso não significa que o Estado terá rodízio de abastecimento.

A Saneago e a Semad fizeram um planejamento para monitorarem o nível da água nessas barragens para ajudar o Meia Ponte em períodos de estiagem como esse.

“Não é apenas essa barragem, são nove grandes barragens que estão à disposição da Saneago e da Secretária do Meio Ambiente. Nós temos aqui servidores da Semad e da Saneago orientando e implementando esse controle eletrônico da vazão e do gasto que cada um tem. Não temos improvisação, temos uma participação de toda a comunidade com respeito a necessidade de fornecer água a nossa capital e as cidades que são abastecidas pelo Meia Ponte e pelo João Leite”, frisou o governador.

Bairros de Goiânia sem água

Goiânia tem passando por falta de abastecimento de água desde a última terça-feira (21). Segundo a Saneago, isso teria acontecido devido a um rompimento de uma adutora na Quinta Avenida, na madrugada de segunda-feira (20), e por isso bairros que era atendidos pelo Sistema João Leite foram afetados.

A adutora foi recuperada na manhã desta quarta-feira (22). Com isso, a maioria dos bairros já estão com o abastecimento recuperado.

“Tivemos falta de água em alguns setores de Goiânia, mas não foi por falta de abastecimento, foi porque houve o rompimento de uma adutora. O rompimento de uma adutora acontece em qualquer circunstância. Acabamos de sobrevoar o João Leite, ainda temos água para muito tempo. Estamos com 80% da capacidade do reservatório. O rompimento da adutora foi um acidente, não foi por escassez de água”, detalhou.

Confira a abertura da barragem no Meia Ponte

Tags: