Chile decide manter as fronteiras fechadas por mais 30 dias

Lockdown rígido é a medida mais segura para desacelerar o aumento de casos, de acordo as autoridades chilenas

Apesar de uma melhora gradual, a cidade de Santiago no Chile decidiu manter as fronteiras fechadas por mais 30 dias. A medida é motivada pelo fato dos hospitais ainda estarem quase cheios e grande quantidade no número de casos da Covid-19.

O ministro da Saúde, Enrique Paris, disse que as médias semanal e de 14 dias mostram queda de 7% no número de casos confirmados, e que as taxas de positividade dos testes de Covid-19 também caíram. Nessa segunda-feira (26), 6.078 novas infecções foram registradas, em comparação com a alta recorde de 9.171 casos no dia 9 de abril.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“A situação sanitária está mostrando alguns sinais de melhora. Estamos vendo mudanças, mas isso não significa que precisamos parar de lutar”, disse Paris. O Chile está conduzindo uma das mais rápidas campanhas de vacinação no mundo – metade de sua população prioritária já foi imunizada com uma dose e 38,8% já receberam duas.

LEIA TAMBÉM

• Chile alega escalação irregular e tenta tomar vaga do Equador na Copa 2022• Com Maracanã lotado, Brasil goleia o Chile pelas Eliminatórias da Copa• Com vaga garantida no Catar e Neymar de volta, Brasil enfrenta o desesperado Chile

Por lá, embora o número de casos entre a população mais velha tenha caído, permanece grande número de hospitalização entre os jovens. O lockdown deve ter flexibilização após um mês de fechamento total rígido.

Tags: