// Poder

Candidato que divulgar fake news em redes sociais deve ter registro cassado

Afirmação é do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes. que garantiu que a Justiça Eleitoral está preparada para combater as milícias digitais

Em

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, garantiu que a Justiça Eleitoral está preparada para combater as milícias digitais. Nesse sentido, o magistrado assegurou, na última terça-feira, 31, que o candidato que divulgar fake news nas redes sociais, capazes de influenciar o eleitor, deve ter o registro cassado para as eleições desse ano.

“Notícias fraudulentas divulgadas por redes sociais que influenciem o eleitor acarretarão a cassação do registro daquele que a veiculou”, reforçou.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A declaração foi dada durante o evento ‘Sessão Informativa para Embaixadas: o sistema eleitoral brasileiro e as Eleições de 202’. Na ocasião foi aberto diálogo entre especialistas da Corte com diplomatas estrangeiros interessados em acompanhar o pleito deste ano.

LEIA TAMBÉM

• Lula e Bolsonaro devem se encontrar em posse de Alexandre de Moraes• PROS é mais um partido a formalizar apoio à Lula• Patrimônio dos novos candidatos ao Senado por Goiás soma R$ 73,4 milhões

Alexandre de Moraes vai assumir o TSE em agosto desse ano presidindo o órgão durante os dois turnos do processo eleitoral em 2022. As falas do ministro foram divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Tags: