// Poder

PF vai investigar mudança de domicílio eleitoral de Sérgio Moro

Iniciativa atende pedido do Ministério Público eleitoral. Esposa do ex-juiz também será investigada

Em

A Polícia Federal (PF) vai investigar a mudança de domicílio eleitoral do ex-juiz Sérgio Moro e da sua esposa, Rosângela Moro, de Curitiba para São Paulo.

A iniciativa atende pedido do Ministério Público Eleitoral de São Paulo. O casal é acusado de praticar suposto crime eleitoral por conta da transferência.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A investigação foi iniciada a partir da notícia crime encaminhada pela Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo (PRE-SP), em abril de 2022.

LEIA TAMBÉM

• Após entrave com Eduardo Bolsonaro, Tiririca muda de número para eleições• Pesquisa Ipec: PT lidera em São Paulo e PL, no Rio de Janeiro• Delegado do caso Milton Ribeiro pede ao STF a prisão da cúpula da PF

A ação foi movida por uma empresária que mora em São Paulo com a alegação que a mudança do casal “se deu mediante possível fraude e inserção de informação falsa no cadastro eleitoral”.

De acordo com informações da PRE-SP, nem Moro e nem Rosângela tem residência fixa em São Paulo e a mudança foi feita sem que os dois tenham vínculo com cidade.

Vale lembrar que o ex-juiz declarou que não desistiu de disputar a presidência da República e existe ainda a possibilidade de Rosângela também disputar mandato em 2022 como candidata a deputada federal por São Paulo. Ela está filiada no Podemos.

Em um vídeo publicado em suas redes sociais o ex-juiz diz  justifica que “a todo momento surge um fato novo para intimidar uma possível candidatura minha a bola da vez é o meu domicílio eleitoral e o da minha esposa”.

Sérgio Moro ainda se defende fazendo ataques a adversários políticos. “É sério que essa é a discussão? Enquanto tem condenado em três instancias por corrupção solto por aí e posando de candidato salvador da Pátria”, postou.

Tags: