Com derrubada de veto, atividades religiosas se tornam serviços essenciais

Matéria teve 28 votos favoráveis

O projeto de lei que pretende determinar o reconhecimento das atividades religiosas como serviços essenciais, de autoria do deputado Jeferson Rodrigues (Republicanos), terá que receber a sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM).

Isso porque o plenário derrubou, por 28 votos contra dois, o veto do chefe do Poder Executivo sobre a propositura. A deliberação da matéria ocorreu durante a apreciação da Ordem do Dia da sessão ordinária híbrida desta terça-feira (25/5).

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Com isso, igrejas passam a não ser afetadas, por exemplo, por decretos de isolamento social, como os adotados durante a pandemia do novo coronavírus.

“Sabemos que em tempos de pandemia, o hospital da alma não pode ficar fechado. Existem pessoas que não possuem uma estrutura psicológica para passar por isso e devemos fazer nossa parte para apoiar, independente de religião”, defendeu o deputado Jeferson.

Tags: