Com Vinicius Jr, Coutinho e sem Neymar, Tite convoca Seleção Brasileira

Brasil tem a sua lista definida para partidas diante de Equador e Paraguai, pelas Eliminatórias da América do Sul

A primeira convocação da Seleção Brasileira em 2022 está na mesa. Em ano de Copa do Mundo, o técnico Tite divulgou a sua lista de 26 atletas para dois compromissos válidos pelas Eliminatórias da América do Sul. O Brasil já garantiu a sua classificação antecipada, e entrará em campo para cumprir tabela e fazer testes pensando no Mundial do Catar. A relação de jogadores contou com Vinicius Júnior e Coutinho, sem a presença de Neymar.

Os convocados da Seleção Brasileira

Começando pela posição de goleiro, a convocação da Seleção Brasileira não teve novidades. Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras) foram chamados por Tite. O arqueiro palestrino, inclusive, perderá três jogos do seu time e só retornará a São Paulo nas vésperas do Mundial de Clubes. Nas laterais, o experiente Daniel Alves (Barcelona) está de volta, ao lado de Emerson (Tottenham), Alex Sandro (Juventus) e Alex Telles (Manchester United). Na zaga, os nomes são os de Éder Militão (Real Madrid), Gabriel Magalhães (Arsenal), Marquinhos (PSG) e Thiago Silva (Chelsea).

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

No setor de meio-campo, estão Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Bruno Guimarães (Lyon), Gerson (Olympique de Marseille), Fred (Manchester United), Lucas Paquetá (Lyon) e Philippe Coutinho (Aston Villa), que recentemente chegou a ser especulado em clubes brasileiros. Por fim, o ataque tem Raphinha (Leeds United), Antony (Ajax), Rodrygo (Real Madrid), Everton Ribeiro (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City), Gabi (Flamengo), Matheus Cunha (Atlético de Madrid) e Vinicius Jr. (Real Madrid), esse último em grande fase. Neymar não fez parte da lista por estar se recuperando de uma lesão. Além disso, Tite não chamou Renan Lodi porque o lateral ainda não se vacinou contra a Covid-19.

LEIA TAMBÉM

• PROS revoga candidatura de Pablo Marçal por apoio à Lula• Dos cerca de 200 candidatos ao governos estaduais no Brasil, só 34 são mulheres• Lula tem 43% e Bolsonaro 35% na corrida ao Planalto

A convocação foi feita visando os jogos de 27 de janeiro e 1º de fevereiro. Na primeira data, a Seleção Brasileira vai enfrentar Equador, em Quito. Em seguida, o Brasil medirá forças com o Paraguai, em Belo Horizonte.

Tags: