Confeiteira morre na frente do filho após tiros da PM, em Inhumas

Família denuncia erro dos policiais e afirma que filho da confeiteira está muito abalado

Nesta quinta-feira, 8, uma confeiteira de 23 anos morreu baleada na frente do filho de 6 anos durante uma abordagem da Polícia Militar (PM) ao carro em que eles estavam, em Inhumas. Os policiais informaram que foram recebidos a tiros ao abordar a confeiteira e a prima dela, de 16 anos, que também ficou ferida e foi levada ao hospital. Segundo a PM, a equipe revidou os tiros, mas a família denuncia erro na ação dos policiais.

No suposto confronto, Fabiana Matos Rodrigues foi atingida e morreu no local. O filho de Fabiana não ficou ferido. De acordo com a polícia, no carro em que elas estavam foram encontrados um revólver e 5 kg de maconha.

Segundo informações da família, as jovens não tinham envolvimento com drogas ou armas. Elas não possuíam passagem pela polícia. Ainda segundo a família, o filho de Fabiana está muito abalado e disse apenas que os policiais atiraram contra a mãe. Os parentes esperam que a adolescente que também estava no carro possa se recuperar para dar a versão do que aconteceu.

Tags: