Creci alerta para golpes de estelionatários em Goiânia

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Goiás (Creci-GO) divulgou um alerta à população sobre um golpe imobiliário.

De acordo com o órgão, os estelionatários se dirigem à imobiliária buscando um imóvel para alugar, fazem uma cópia da chave e publicam anúncios em sites gratuitos se passando por locadores, geralmente oferecendo preços abaixo do valor de mercado.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Em seguida, ao se encontrarem com o cliente não fazem muitas exigências para o contrato. A única contrapartida requeria é o pagamento de aluguel adiantado. O locatário só descobre o golpe quando tenta se mudar para o imóvel.

LEIA TAMBÉM

• Sasha Meneghel leva golpe de R$ 1,2 milhão de ex-sócio de Silas Malafaia• Extorsão sexual: presos suspeitos de golpe de R$ 500 mil em morador de Rio Verde• Presa em Goiás parte de quadrilha que aplicava golpe de dinheiro falso pelo país

De acordo com o Creci, uma grande imobiliária de Goiânia sofreu com uma tentativa de golpe. O diretor da imobiliária conta que apenas este mês, por duas vezes, foi vítima de tentativa de estelionato em imóveis administrados pela imobiliária.”Como pediram um valor muito alto de entrada a ser depositado em uma conta do Rio de Janeiro, e não constava o nome da imobiliária no contrato, apesar da autorização de visita estar no nome da empresa, o cliente desconfiou e entrou em contato conosco. Logo, esclareceremos a situação”, relata.

A tentativa de golpe foi registrada no 1° Distrito Policial de Goiânia pela imobiliária, que ainda reforçou as medidas que já haviam sido tomadas há cerca de três anos atrás, quando passaram por situação semelhante. “Além da autorização assinada pela imobiliária e o cadastro prévio do interessado, com documentação e foto, a visitação só ocorrerá com acompanhamento de um responsável da empresa quando o imóvel não tiver portaria e no caso de condomínios, está sendo realizado contato anterior para liberação”, explica o advogado da imobiliária, Victor Ribeiro de Freitas.

“Fazemos um alerta às imobiliárias, para que aumentem seus procedimentos de segurança, e à sociedade, para que exijam sempre a documentação completa do imóvel e que desconfiem de ofertas fora da realidade de mercado”, ressalta o presidente do Creci de Goiás, Oscar Hugo Monteiro Guimarães.

*Com informações da assessoria de imprensa do Creci Goiás

Tags: