Ex-prefeito de Goiatuba (GO) é preso suspeito de crime de peculato

Ex-prefeito de Goiatuba (GO), Fernando Carlos de Vasconcelos, 47 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira (8/2) pela Polícia Civil de Goiás. A advogada dele, Renata Nascimento Araújo Pinto, 27 anos, e o contador Gilberto Francisco Silva, 45 anos, também foram detidos.

De acordo com a polícia, foram cumpridos Mandados de Prisão Temporária expedidos pelo Poder Judiciário de Goiatuba, que investiga crime de peculato. O prazo das prisões é de 5 dias prorrogáveis por igual período. Detalhes da prisão serão divulgados nesta quinta-feira (9/2) em entrevista concedida pelo delegado Patrick Carniel, responsável pelas investigações.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Afastado

LEIA TAMBÉM

• Luva de Pedreiro: ex-empresário consegue liminar para impedir reportagens• Veja como ficam novas regras de atendimento do INSS a partir desta segunda, 4• Cabelo, planta e itens para festa: veja furtos inusitados dentro e fora de Goiás

Em abril de 2016, o então prefeito foi afastado por suspeita de transferir ilegalmente R$ 4,2 milhões do Instituto de Previdência dos Servidores do Município (Goiatubaprev) para os cofres da prefeitura.

A Câmara Municipal de Goiatuba investigou a denúncia contra o prefeito por 90 dias e os vereadores votaram pela cassação do mandato do prefeito Fernando Carlos de Vasconcelos (PP). Na ocasião, Fernando afirmou que estava sendo vítima de uma “acusação injusta’.