Home»Cotidiano»Falsos agentes ambientais são presos por estelionato em Caldas Novas
5
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

Dois homens, que se passavam por agentes ambientais, foram presos por estelionato no município de Caldas Novas. Divino Eterno da Silva, conhecido como ‘”Deterno”, e Antônio Gomes de Oliveira extorquiam moradores ao pedir propina em troca de uma suposta multa ambiental que poderiam aplicar.

Eles foram detidos na tarde desta terça-feira (10), após a polícia receber denúncias sobre os falsos agentes que cobravam dinheiro para não aplicarem penalidades. Segundo informações da Polícia Militar, os suspeitos utilizavam em suas fardas a insígnia de identificação RAS que significa Rede de Apoio à Segurança da Policia Militar.

Para a PM, os estelionatários usavam o nome da instituição para extorquirem as vítimas, por meio de ameaças, com o intuito de conseguirem benefícios e doações de comerciantes e fazendeiros.

Além dos uniformes com características de polícia, também foram apreendidos documentos falsos e coldres para transporte de armas e armas brancas (facas).

Eles devem ser autuados pelo crime de estelionato e encaminhados para a delegacia de Polícia Civil onde ficarão à disposição da Justiça. Os suspeitos já respondem por outros processos na Justiça, por ato obsceno, falsidade ideológica, injúria, receptação, difamação e calúnia e receptação.

.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!