Goiânia ainda não discute desobrigar uso de máscaras

Apesar do avanço na vacinação, secretaria da saúde mantém decreto de uso de máscara em lugares abertos e fechados

Goiânia deve manter uso de máscara por um bom tempo. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) ainda não considera desobrigar a utilização do item mesmo com o avanço na vacinação. No estado, a única cidade onde é possível andar na rua sem a peça é em São Luís de Montes Belos. Um decreto assinado pelo prefeito nesta terça (16) oficializou a medida.

Na capital, a assessoria de imprensa da SMS informou ao Diário do Estado que “esse assunto ainda não foi discutido”. Conforme o vacinômetro de Goiânia, 78% da população com idade acima de 12 anos recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A imunização completa, com a segunda dose ou dose única, ocorreu em 58% da população maior de 12 anos.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Critério

A porcentagem da população completamente imunizada é justamente o critério para abolir as máscaras do dia a dia dos goianos. A recomendação da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) é que se adote o uso da máscara até atingir pelo menos 70% da população com vacinação completa.

No entanto, a pasta ressalta que são os prefeitos quem batem o martelo sobre a obrigatoriedade. “Cada município avalia a pertinência, de acordo com dados como vacinação e índice de casos da doença, conforme a realidade local”, informou a assessoria de imprensa da SES-GO.

Orientação Nacional

Um estudo do Ministério da Saúde avalia a flexibilização do uso da máscara através de uma nota técnica. O documento, que deve ser enviado aos Estados e municípios nesta semana, levará em consideração a porcentagem de vacinados sem estabelecer data para as novas orientações entrarem em vigor.

 

Tags: