Guns N’Roses em Goiânia: fãs estão de olho para liberação de vendas de ingresso 

Show na capital ainda não teve detalhes divulgados e público está ansioso. Foram liberados apenas bilhetes para espetáculo em São Paulo, que custa a partir de R$190 a meia entrada

O show do Guns N’Roses foi anunciado nesta quinta-feira (7) e os fãs em Goiânia já estão super ansiosos. A cinco meses da apresentação na capital, em setembro,  eles se preparam para comparecer em peso o estádio Serra Dourada, local onde será realizado o espetáculo. Mesmo com poucas informações divulgadas pela produtora que trouxe a banda ao País, os amantes do clássico rock dos anos 1980 estão fixados nos detalhes liberados. O foco, é observar a movimentação que ocorre em São Paulo – palco tradicional de grandes eventos. 

Na capital paulista, o show será o sétimo a ser realizado no Brasil enquanto o terceiro será em Goiânia. Os ingressos por lá custam de R$ 190 a R$ 950, conforme o setor. Os bilhetes para o Rock in Rio, no segundo dia da turnê brasileira, já estão esgotados. O valor da entrada salgada deve se repetir por aqui, mas isso não afugenta os fanáticos. O aluno de jornalismo Lucas São José de Faria mesmo vai usar a carteira de estudante para pagar a metade do preço.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“Minha namorada deve ir comigo e estou pensando em reunir alguns amigos. Espero encontrar alguns conhecidos lá. Nunca imaginei que o Guns pudesse vir aqui”, diz.

LEIA TAMBÉM

• Já no primeiro dia da frente fria goianos acham “doloroso” levantar da cama• Frio esquenta 44 antes mesmo de queda brusca nos termômetros• Semana Nacional de Museus tem programação gratuita até sábado, 21, em Goiás

Ele foi a um show dos norte-americanos em Brasília há seis anos e espera reviver a experiência inesquecível. “Ouvir os solos de Slash fora da tv, ao vivo, não tem preço, principalmente em November Rain”, relembra.

Para a comerciante Daiane Ferreira, estar pertinho da banda que conheceu ainda criança é um sonho. Ela promete ir com uma galera animada e a filha de 21 anos. A expectativa é tão grande que elas conferem o site a todo momento para garantirem a entrada no show. “Vou nesse show com certeza. Gosto das músicas, mas tenho minhas preferidas: November Rain, Patience e Don’t Cry”, afirma.

Informações ainda não confirmadas indicam que a AudioMix é a responsável pela produção da apresentação em Goiânia. A reportagem do Diário do Estado tentou contato, mas não conseguiu retorno. A empresa é a mesma organizadora do festival Villa Mix, que chegou a receber 140 mil pessoas no Serra Dourada. O show de Paul McCartney na cidade, em 2013, teve público de 40 mil pessoas. Não foram divulgados números sobre a quantidade total de ingressos colocados à venda em São Paulo, mas na apresentação em 2016, foram 45 mil.

Um mês atrás a prefeitura de Goiânia publicou decreto autorizando a realização de eventos sociais e corporativos limitados à ocupação de, no máximo, 80% do espaço e com limite máximo de 15 mil pessoas em ambientes fechados ou abertos. No entanto, permite público acima do estabelecido com aval da Secretaria Municipal de Saúde na modalidade de “Evento Teste”, para o qual o interessado deverá apresentar a devida solicitação para avaliação e emissão de manifestação, contendo os protocolos sanitários a serem cumpridos.

 

Confira as cidades com shows previstos na turnê brasileira:

  • 04 de setembro – RECIFE (PE) – Arena Pernambuco
  • 11 de setembro – GOIÂNIA (GO) – Estádio Serra Dourada
  • 13 de setembro– BELO HORIZONTE (MG) – Mineirão
  • 16 de setembro– RIBEIRÃO PRETO (SP) – Arena Eurobike
  • 18 de setembro – FLORIANÓPOLIS (SC) – Hard Rock Live
  • 21 de setembro– CURITIBA (PR) – Pedreira Paulo Leminski
  • 24 de setembro – SÃO PAULO (SP) – Allianz Parque
  • 26 de setembro – PORTO ALEGRE (RS) – Arena do Grêmio
Tags: