Igreja evangélica processa Fernanda Brum e pede R$ 46 mil de indenização

Cúpula do templo acusa a cantora gospel de ter faltando um evento em setembro de 2018.

Um evento que tinha tudo para ser uma celebração entre cristãos de uma igreja evangélica em Jequié, no interior da Bahia, virou um pesadelo para a cúpula do templo e acabou parando na Justiça. A Igreja Evangélica Batista Jesus Lírio dos Vales está processando a cantora gospel Fernanda Brum por danos morais e materiais, inadimplência contratual e pede um pouco mais de R$ 46 mil de indenização referentes ao cachê pago de R$ 15 mil, na época, as passagens aéreas e gastos com a produção do evento chamado ‘Chá das Mulheres’.

De acordo com o processo, a igreja alega ter contratado a cantora em junho de 2018 para o evento marcado no final do mês de setembro. Fernanda teria alegado motivos de força maior para não aparecer no evento, pedindo um adiamento. O encontro acabou sendo remarcado e na semana seguinte, no início de outubro, novamente, ela não compareceu. A cantora chegou a enviar um atestado médico para justificar sua ausência, porém não disponibilizou nenhuma nova data.

Tags: