Mais Médicos prorroga inscrições para profissionais formados no exterior

O processo não precisa ser completado no mesmo dia. O médico que iniciar o processo tem até 24 horas para finalizar o envio da documentação para validação da inscrição, esclarece o Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde prorrogou as inscrições de brasileiros e estrangeiros formados no exterior (sem registro no Brasil) para participação no programa Mais Médicos. Com o novo prazo os candidatos terão até o próximo domingo, dia 16 de dezembro, para enviar documentação à pasta federal e, assim, estarem aptos para validação da inscrição no Programa. De acordo com o Ministério da Saúde, a medida foi tomada devido a picos de instabilidade do site do programa causada pelo grande número de acessos, o que pode ter ocasionado dificuldades no momento da inscrição.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram
Até esta quinta-feira (13), 6.634 profissionais médicos brasileiros ou estrangeiros formados no exterior completaram a inscrição de participação no Programa Mais Médicos. O processo não precisa ser complementado no mesmo dia. O médico que iniciar o processo tem até 24 horas para finalizar o envio da documentação para validação da inscrição, esclarece o órgão. Ao todo, são 17 documentos, entre eles, o reconhecimento da instituição de ensino pela representação do país onde os profissionais obtiveram a formação.

Com o novo cronograma, os profissionais com registro (CRM) no Brasil também terão até 18 de dezembro para apresentação nas cidades selecionadas e o começo da atuação deve ser estabelecido junto ao gestor local. O último balanço aponta que 5.352 médicos compareceram ou iniciaram as atividades nas localidades.

Prazo para se apresentar nos Municípios

Profissionais com registro no país que se inscreveram no Programa têm até esta sexta-feira (14) para se apresentar nos municípios escolhidos. O inicio da atuação deve ser coordenado pelo gestor local. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, até as 11 horas da última segunda-feira (10), 53% dos profissionais haviam comparecido ou iniciado as atividades nas localidades.

 

Tags: