Paciente da Prevent Senior relata que a empresa fez tratamento paliativo para reduzir gastos

Um termo de consentimento da filha dele chegou a ser falsificado para ministrar morfina, retirar respirador e hemodiálise. 

Em depoimento chocante, o paciente Tadeu Frederico  relatou sua trajetória médica na Prevent Senior e contou como tentaram o colocar em “cuidados paliativos”. Um termo de consentimento da filha dele chegou a ser falsificado para ministrar morfina, retirar respirador e hemodiálise.

 A comissão passou a investigar a operadora de saúde após denúncias de médicos que trabalharam na empresa durante a pandemia. Um dossiê feito por 15 médicos acusa a empresa de ocultar mortes pela Covid-19, pressionar profissionais de saúde para a prescrição de remédios sem eficácia comprovada e usar seus hospitais como “laboratórios” para estudos com medicamentos ineficazes contra a doença.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Tadeu conta que chegou a ser medicado com flutamida, remédio usado contra o câncer de próstata e que não tem eficácia contra a Covid-19. “Sobrevivi a essa trama macabra”, afirmou no depoimento.

Confira o vídeo:

Tags: