Petrobras anuncia reajuste de 7,2% nos preços da gasolina e do gás

O aumento da Petrobras começa a valer a partir deste sábado (9/10). O preço do óleo diesel deve permanecer estável.

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (8/10) mais um reajuste de 7,2% nos preços da gasolina e do gás liquefeito de petróleo (GLP), o gás de cozinha. O aumento começa a valer a partir deste sábado (9/10). O preço do óleo diesel deve permanecer estável.

O litro da gasolina vai ficar R$ 0,20 mais caro, sendo passada para as distribuidoras por R$ 2.98 o litro. Em nota, a estatal destacou que é o primeiro ajuste em 58 dias.

Gás de cozinha

Já o quilo o GLP vai subir R$ 0,26, ou seja, para as distribuidoras, passará de R$ 3,60 para R$ 3,86 por kg. Com isso, o gás de cozinha (botijão de 13 kg) sairá das refinarias da estatal custando R$ 50,15 para as distribuidoras. O preço do produto não era reajustado havia 95 dias.

Segundo a Petrobras, o aumento reflete apenas parte da alta externa:

 “A elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente ao crescimento da demanda mundial, e da taxa de câmbio, dado o fortalecimento do dólar em âmbito global”.

No comunicado sobre os reajustes, a estatal diz que a variação dos preços é importante “para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem risco de desabastecimento”.

A influência do Dólar

A explicação para o aumentos dos preços dos combustíveis está em vários fatores, mas, principalmente, no valor do petróleo e no câmbio. O dólar e a cotação do petróleo vêm tendo mais influência sobre os preços de combustíveis no Brasil desde 2016, quando a Petrobras passou a praticar o Preço de Paridade Internacional (PPI), que se orienta pelas flutuações do mercado internacional.

Nesta quinta-feira, o preço do barril de petróleo Brent – referência internacional – fechou acima em US$ 81,95, renovando máximas de cotação desde o final de 2018. No começo do ano, o preço médio estava abaixo de US$ 65.

Tags: