Home»Justiça»PF prende novamente Jayme Rincon, em desdobramento da Operação Cash Delivery

Junto ao ex-presidente da Agetop, também foi preso o presidente da Codego, Júlio Vaz pelos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e corrupção

1
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

O ex-presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) Jayme Rincon e o presidente da Codego, Júlio Vaz, foram presos na Operação Confraria, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (6).

A Operação Confraria é um desdobramento da Operação Cash Delivery, e tem como objetivo desarticular organização criminosa voltada para cobrança, recebimento e ocultação de valores indevidos no âmbito da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego). O nome da operação faz alusão às frequentes reuniões entre os investigados, com o fim de planejarem as atividades ilícitas.

Está é a segunda vez que o ex-presidente da Agetop é preso em três meses. A Operação Cash Delivery , que investiga acusações de recebimento de propina por Marconi Perillo , prendeu Jayme Rincon e mais quatro suspeitos pelos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e corrupção pelos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e corrupção em setembro deste ano.

O Governo de Goiás, através de nota oficial, informou que “acompanha com atenção os desdobramentos da Operação Confraria, da Polícia Federal, realizada na manhã desta quinta-feira” e informou que já foi determinado o afastamento dos servidores, citados na Operação, de seus respectivos órgãos. Segundo a assessoria, “o Governo de Goiás enfatiza ainda que apoia e colabora com todas as investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal.”

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!