Prefeitura proíbe Carnaval e grades eventos em Goiânia

Os eventos serão limitados para até 500 pessoas e a cada 15 dias as medidas serão revistas

A Prefeitura de Goiânia anunciou nesta segunda-feira (17) as novas regras que devem ser adotadas pela cidade como medida de prevenção e enfrentamento da Covid-19. Dentre as ações, as festas de Carnaval estão proibidas. Os grandes eventos, como shows e baladas, terão limite de público em até 500 pessoas. O decreto será publicado nesta terça-feira (18) no Diário Oficial do Município (DOM).

As medidas foram decididas depois do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos) se reunir com representantes do setor econômico. Segundo o prefeito, a preocupação consiste não só com a Covid-19 e sua nova variante, a ômicron, mas também com os outros tipos de gripe “As doenças estão aí e a nossa maior preocupação é com a gripe também, que está tirando muitas pessoas do emprego e levando para o pronto-atendimento. Diferentemente da Covid-19, no caso da H3N2, não há vacina disponível ainda”, falou.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Atualmente, em Goiânia, mais de 90% dos leitos destinados à Covid-19 estão ocupados, segundo o Observatório Covid-19 da Fiocruz.

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: O que aconteceu com promoter que agrediu ex-noiva, em Goiânia• Idoso é preso suspeito de transportar cocaína para outros países a mando de empresários de goianos• Rapaz é levado à delegacia por planejar massacre em faculdade de Goiânia

Entenda as novas regras:

Eventos como shows, apresentações e festas na capital estão restritos a um público menor.

Bares, restaurantes, lanchonete, pit-dogs, food trucks, casas de espetáculo, boates e similares deverão funcionar com lotação de 50% da capacidade do local, obedecendo distanciamento entre as mesas de 1,5 m e com limitação máxima de 500 pessoas. Além disso, não poderá ter pessoas em pé e nem pista de dança.

A regra da lotação de no máximo 50% da capacidade também vale para o funcionamento de shoppings, cinemas e celebrações religiosas, realização de shows e festas, assim como para os estabelecimentos destinados à recreação e práticas esportivas e recreativas, como o Zoológico, Parque Mutirama, Mercado Popular, academias, clubes, circos e teatros.

Segundo o secretário municipal de saúde, Durval Pedroso, os grandes eventos já programados, com limitação de até 500 pessoas, “só acontecerão mediante autorização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), obedecendo aos protocolos estabelecidos em nota técnica da pasta”, afirma.

As medidas valem por 15 dias, a partir de amanhã (16) e serão revistas depois desse prazo, conforme o cenário epidemiológico do município de Goiânia.

Tags: