Rio: a cada quatro minutos uma mulher foi agredida no carnaval

Nem tudo no carnaval foi alegria. O balanço divulgado pela Polícia Militar revelou que ao menos uma mulher foi agredida a cada quatro minutos. Durante cinco dias de carnaval, entre as 8h do dia 24 de fevereiro e 8h de 1º de março, a polícia atendeu a 15.943 solicitações, destas 2.154 chamadas foram pedidos de socorro sobre violência contra mulher. Um dos casos foi o da bióloga Elisabeth Henschel, de 23 anos, estava com o namorado num bar na Avenida Mém de Sá quando foi apalpada por um homem, na noite desta segunda-feira. Ao procurá-lo, a vítima levou dois socos no rosto.

Durante o período a polícia também prendeu 298 suspeitos, sendo 72 adolescentes apreendidos em flagrante e 18 por mandados de prisão. A PM apreendeu também 69 armas apreendidas, além de drogas como maconha, cocaína e crack. Perturbação do sossego e do trabalho alheio foi responsável por 1.923 das chamadas, representando 12% do total dos acionamentos via 190. A Polícia Militar fez 11.937 mobilizações de efetivo em todo o estado para a Operação Carnaval 2017, além do policiamento normal nas ruas.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Na campanha deste ano, foi lançado o “Estandarte da Coragem”. De acordo com a Delegada de Polícia e Diretora da DPAM Márcia Noeli, foi feito um estandarte virtual, onde constam elencadas as prisões realizadas pelas Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deam) nos mês de fevereiro.

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: casal de mulheres é expulso de boliche e intimidado após “selinho”• Homem que matou ex-sogro em Goiânia pode se entregar a qualquer momento• Mulher que agrediu motorista grávida é indiciada por injúria e lesão

Tags: