Santo Antônio: Advogada é presa suspeita de roubar carro apreendido pela Justiça

A advogada teve a ajuda do estagiário para furtar o veículo e agredir o segurança que impedia que o carro saísse do local

Uma advogada, de 39 anos, e o estágio dela foram presos na quarta-feira (8), suspeitos de roubar um veículo que tinha sido apreendido pela Justiça e levado ao fórum de Santo Antônio do Descoberto, no entorno do Distrito Federal. Eles foram soltos após uma audiência de custódia realizada na quinta-feira (9).

De acordo com o boletim de ocorrência, o carro havia sido preso sob um mandado de busca e apreensão emitido pela Justiça por causa de um financiamento bancário. A oficial de Justiça afirma que cumpriu o mandando na casa da dona do veículo e depois o levou até o fórum.

Segundo a Polícia Civil, a dona do veículo deixou que a oficial o levasse e ligou para a advogada para relatar a apreensão. Conforme a ocorrência, a advogada e o estagiário chegaram no fórum pedindo para entrar no local e falar com o juiz sobre a apreensão do carro.

Os dois foram recebidos pelo segurança, que não permitiu a entrada e disse que procuraria alguém para conversar com eles. Porém, a advogada e o estagiário teriam entrado no pátio e, com a chave reserva, o rapaz ligou o carro e saiu. O segurança tentou entrar na frente do veículo para impedir que ele fosse levado. O carro foi localizado pela Polícia Militar pouco tempo depois, sendo guiado pelo estagiário.

Durante o depoimento, o estagiário decidiu ficar calado. Já advogada contou que decidiu buscar carro pois entendeu que o mandado não foi cumprido de forma legal.

O segurança do local contou que, enquanto tentava impedir que o carro fosse levado, ele foi agredido pela advogada com tapas nas costas e arranhões nos braços. A mulher desmentiu o segurança e contou que apenas o puxou pois também havia sido puxada por ele. Além disso, segundo ela, o segurança a trancou dentro do fórum

Em depoimento, a dona do carro contou que foi até o fórum a pedido da advogada e viu o estagiário sair com o veículo enquanto a advogada empurrava o segurança que impedia o carro de sair.

Tags: