Senador Vanderlan tenta virar prefeito de Goiânia, distribuindo cargos na Prefeitura de Senador Canedo

Servidor "fantasma" de Paulo Daher ganha R$ 10 mil por mês no gabinete do prefeito Fernando Pellozo

O ex-vereador de Goiânia Paulo Daher (PMN), ganhou um cargo de R$ 10 mil na Prefeitura de Senador Canedo, como prêmio de consolação por ter ingressado com o pedido de cassação da chapa do falecido Maguito Vilela (MDB), quando o mesmo lutava pela sua vida em um hospital. Na época Paulo Daher tinha um cargo de assessor no Governo de Goiás e foi exonerado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) devido a ação na justiça tentando anular a eleição. “A nomeação de fantasmas faz parte de um aparelhamento da prefeitura para fins políticos do senador Vanderlan Cardoso (PSD). Com a cassação da chapa Maguito/Rogério, o Vanderlan assume a Prefeitura de Goiânia”, denunciou um vereador. Em suas rede sociais Paulo Daher defende a posição de Vanderlan.

O cargo está em nome do funcionário fantasma Gabriel Queiroz Lagares, que está lotado no gabinete do prefeito Fernando Pellozo (PSD), conforme dados do portal da transparência.  Gabriel é ex-funcionário de Daher na Câmara Municipal e já foi alvo de investigação do Ministério Público de Goiás (MP-GO), acusado de ser funcionário fantasma da Câmara de Goiânia, em 2018 no gabinete do então vereador Paulo Daher, conforme foi divulgado na imprensa.

Na época ao negar que Gabriel era fantasma, a assessoria de Paulo Daher publicou a seguinte nota revelando o grau de intimidade de Daniel e Daher. “Ele é o servidor que anda com o vereador quando tem alguma atividade  fora da Câmara. O Gabriel faz foto e também cuida das mídias sociais do vereador”.

Gabriel Lagares sendo parabenizando por Gustavo Gaher em sua rede social

O Diário do Estado entrou em contato com a Prefeitura de Senador Canedo, onde uma servidora do gabinete do prefeito, revelou “que tem certeza absoluta que não tem nenhum Gabriel no gabinete”, ouça o áudio em logo a baixo: Em suas redes sociais Daniel afirma ser designer gráfico, mas recebe R$ 10 mil na prefeitura, o mesmo valor de um secretário na gestão de Pellozo.

Crise política 

A nomeação de Gabriel com salário de R$ 10 mil na Prefeitura de Senador Canedo pode ser apenas o ponta do iceberg, revelando o verdadeiro motivo da briga que o senador Vanderlan Cardoso (PSD) vem travando com a Câmara Municipal de Senador Canedo para manter Fernando Pellozo na prefeitura há qualquer custo, apesar dos 4 processos de afastamento contra o prefeito tramitando no legislativo municipal.

Áudio onde a servidora do gabinete de Pellozo nega que Gabriel trabalha na Prefeitura de Senador Canedo

Tags: