10° Encontro em defesa e valorização da mulher

25% das mulheres no País relataram ter sofrido violência no parto, justificando a importância de se discutir o tema em busca de soluções

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A Faculdade Estácio recebe, no dia nesta terça-feira (5), a partir das 18h30, o 10º encontro em Defesa e Valorização da Mulher. O evento, promovido pela Câmara Municipal de Goiânia, vai abordar temas ainda pouco discutidos e que já atingiram milhares de mães no Brasil: a mortalidade materna e a violência obstétrica. A roda de conversa, que faz parte da campanha “Não Vai Ter Psiu!” e do projeto “Semeando a Paz”, contará com especialistas abordando diferentes ângulos dos assuntos propostos e tirando as dúvidas dos participantes. A ação é gratuita.

Dados, como os da Fundação Perseu Abramo, apontaram em 2010 que cerca de 25% das mulheres no País relataram ter sofrido violência no parto, justificando a importância de se discutir o tema em busca de soluções. Outro assunto em destaque no encontro será a mortalidade materna, cujas principais causas no Brasil, segundo especialistas, são: hipertensão, hemorragias, infecções pós-parto e abortos. Conforme dados de 2012 do Ministério da Saúde (MS), 66% dos casos de mortalidade materna ocorreram por causas obstétricas diretas.

Tags: