20 anos: Joe Biden e ex-presidentes prestam homenagem ás vítimas do 11 de setembro

Os ex-presidentes prestaram homenagem no Marco Zero, local onde ficava a torre gêmeas e agora é apenas um prédio com o nome das vítimas

Hoje marca 20 anos desde a tragédia que deixou 2.997 vítimas após um atentando a Torres Gêmeas, nos Estados Unidos. Em razão a data, o presidente dos EUA, Joe Biden, e a primeira-dama Jill Biden participaram de uma cerimônia no Marco Zero, local onde ficava as torres gêmeas e que agora dá lugar a apenas um prédio, que carrega o nome das vítimas.

Além do democrata, os ex-presidentes Barack Obama e Bill Clinto também participaram do evento.

Em pronunciamento nesta sexta-feira (10), Biden pediu união aos americanos. Em um vídeo com pouco mais de sete minutos, Biden homenageou os mortos nos ataques e outros milhares de feridos, além dos bombeiros, enfermeiros e todas as pessoas envolvidas no resgate dos feridos naquele dia. Ele ressaltou que o ataque foi uma lição que no momento mais vulnerável da história do país, o povo americano se mostrou forte e unido.

Relembre o ataque

No dia 11 de setembro de 2001, quatro aviões foram sequestrados por 19 terroristas da Al-Qaeda e lançados contra as Torres Gêmeas (NY) e Pentágono – além do quarto que caiu em Pensilvânia.

Na torre sul, o avião com 76 passageiros e 11 tripulantes atinge e destrói rotas de fuga do 99º andar ao 93º andar. Pessoas que estavam no prédio tentaram sair do edifício pulando do alto.

O Boeing 767 foi levado pelos terroristas à torre norte com 200 passageiros. O voo tinha saído de Boston com destino à Los Angeles.

No ataque à torre sul, um outro avião destrói do 85º ao 78º. Apesar dos estragos, uma das escadas de emergências ficou operante permitindo que as pessoas descessem por ele enquanto os Bombeiros entravam no local.

Apesar de ter sido atingida por último, a torre sul foi a primeira a desabar. A torre norte veio abaixo 20 minutos depois.

Tags: