// Poder

Eduardo Bolsonaro compara bloqueio em seu Instagram com censura

Deputado federal ficou proibido de fazer publicações ao vivo pela rede social na noite da última quarta-feira. Político ironizou situação em postagem no Twitter

Em

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), passou essa quinta-feira (12) com seu perfil bloqueado no Instagram. Assim o parlamentar ficou impedido de realizar transmissões ao vivo pela plataforma.

Eduardo soube do problema ao tentar fazer uma publicação e ser informação com uma mensagem comunicando o bloqueio.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A justificativa? O deputado federal violou as diretrizes da rede social, portanto, teve o perfil bloqueado.

LEIA TAMBÉM

• PF investiga governo Bolsonaro por pagar propaganda superfaturada• Blogueiro bolsonarista goiano critica questão de lista de exercícios e professor é demitido• Cantor Naldo se envolve em polêmica atrás de um encontro a três

Na ocasião o filho do presidente Jair Bolsonaro (PL) tentava iniciar uma transmissão sobre “globalismo, o que afeta a sua vida?”.

O político levou o assunto até o Twitter. Em uma postagem ele escreveu: “Eu devo ser uma ameaça maior do que Maduro [o presidente da Venezuela]” , acompanhado de um print da mensagem exibida pelo Instagram.

No final da tarde desta quinta-feira (12), o deputado federal postou em seu Instagram que o seu perfil voltou ao normal.

“Mas o fato preocupa, pois nossa CF prevê a imunidade parlamentar e a liberdade de expressão, onde os excessos são demandados na justiça pelos que se sentirem ofendidos. Reduzir a liberdade de expressão é censurar. Além disso, há um receio de que fatos semelhantes ou shadowban (redução do alcance dos posts) possam ocorrer durante as eleições”.

Tags: