CPI da Covid: Gabinete do ódio deve ser investigado por fake news

A ação abarcará os influenciadores digitais

A CPI da Covid investigará a fabricação e disseminação de notícias falsas durante a pandemia, principalmente postagens contrárias à vacinação e favoráveis a medicamentos sem eficácia comprovada cientificamente, como por exemplo a cloroquina .

A ação abarcará os influenciadores digitais, identificados pela CPI das Fake News como membros do  chamado ‘gabinete do ódio’, e possível relação com o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Para O Antagonista, integrantes da CPI afirmaram considerar gravíssima “a disseminação de informações falsas que podem ter levado à morte milhares de pessoas ou contribuído para sabotar medidas de prevenção contra o coronavírus”

Tags: