Goiânia aplicou 1,7 mil doses de lote suspenso da Coronavac

Foram recebidas 2,2 mil doses de vacinas em lotes suspensos da Coronavac. A SMS informou que entrará em contato com pessoas vacinadas por estas doses

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Goiânia informou, nesta segunda-feira (6), que foram recebidas 2,2 mil vacinas de lotes suspensos de Coronavac e aplicou 1,7 mil destas doses. De acordo com a pasta, as vacinas restantes serão devolvidas à Secretaria de Estado da Saúde de Goiás.

A SMS afirmou que ainda aguarda a publicação da nota em conjunto ao Ministério da Saúde, Anvisa e Instituto Nacional de Controle e Qualidade em Saúde (INCQS) sobre a eficácia do imunizante e como proceder em relação às pessoas vacinas com esse lote. Foi informado também que o órgão entrará em contato com as pessoas que receberam vacinas do lote suspenso, mas não há motivo para alarde.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Lote suspenso

No dia 3 de setembro, a Anvisa comunicou que o Butatan informou via ofício que o parceiro Sinovac, fabricante da vacina Coronavac, enviou ao Brasil 25 lotes com frasco-ampola (monodose e duas doses), totalizando 12.113.934 doses e que esta unidade não foi inspecionada e não foi aprovada pela Anvisa.

O instituto informou ainda que 17 outros lotes, totalizando 9 milhões de doses, também envasados no local não inspecionado pela Agência, estão em tramitação de envio e liberação ao Brasil.

Com isso, a agência regulatória avalia que estas vacinas configuram como produto não regularizado junto à Anvisa e que, por isso, seria essencial a atuação da Agência com o intuito de mitigar uma possível risco sanitário e proibiu a distribuição e aplicação das doses.

Tags: