Servidores da prefeitura podem entrar em greve

Os trabalhadores estão reivindicando o pagamento do reajuste salarial da data-base

Servidores da prefeitura de Goiânia podem paralisar os serviços por 24 horas na próxima segunda-feira (23), se o prefeito Iris Rezende (MBD) não receber os representantes do funcionalismo público municipal ainda nesta semana. Houve um protesto na manhã desta terça-feira (17), na Câmara Municipal de Goiânia e depois em assembleia geral, ficou definido que a greve poderá continuar enquanto aguardam reunião com o prefeito.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram
Segundo o presidente do SindiGoiânia (Sindicato dos Trabalhadores do Município de Goiânia), o Guarda Civil Metropolitano, Ronaldo Gonzaga, disse que o líder do prefeito já conversou com o secretário de governo e uma reunião será agendada. A última reunião entre o prefeito e os representantes do funcionalismo municipal aconteceu em janeiro, um novo encontro chegou a ser marcado para início de março, mas ainda não aconteceu.

LEIA TAMBÉM

• Em Goiânia, transporte coletivo terá meia entrada e outros benefícios• Assédio: mulheres denunciam ex-prefeito e candidato ao governo de Mato Grosso do Sul• Avião estacionado em fazenda será atração em Urutaí

Motivo da greve

Os trabalhadores estão exigindo do prefeito Iris Rezende, a concessão do reajuste salarial da data-base, o chefe do Executivo deveria ter encaminhado o projeto para o Legislativo em maio do ano passado, mas ainda não há previsão de quando isso deve ocorrer. O data-base não é o aumento, mas sim a correção aos índices da inflação.

 

Tags: