Vídeo: Colaboradores denunciam más condições de trabalho no Hospital das Clínicas, em Goiânia

O hospital teve um rompimento na tubulação, fazendo com que a unidade ficasse alagada e precisasse transferir pacientes

Colaboradores do Hospital das Clínicas (HC), denunciaram ao Diário do Estado que as condições de trabalho e a estrutura da unidade estadual de saúde são precárias. Uma colaboradora que não quis se identificar por medo de represarias, contou que o hospital coordenado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), sofreu um rompimento na tubulação d’água do quinto andar na última sexta-feira (11), deixando o hospital alagado e obrigando a transferência de alguns pacientes.

Para a colaboradora, o problema com o rompimento da tubulação do HC é apenas um reflexo da precariedade de infraestrutura da unidade de saúde.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“O rompimento aconteceu na tubulação do bloco de internação, mas a água desceu para os andores inferiores e elevadores. Isso foi apenas um sinal de como a estrutura do hospital é ruim. Por fora é lindo, mas por dentro está em péssimo estado. Eu falo que esse prédio uma hora vai cair, já que tem infiltrações para todo canto. É Deus que nos guarda”, disse.

LEIA TAMBÉM

• Suspeito de seis homicídios, jovem de 18 anos é preso em Goiânia• Vítima de atropelamento pelo ex, mulher deixa Espanha e volta a Goiânia• Em Goiânia, jovem mata namorada que ameaçou ‘jogar feitiço’ nele

Hospital ficou alagado, após o rompimento na tubulação / Foto: Arquivo pessoal

Assista ao vídeo da situação no Hospital:

Nota Hospital das Clinicas

“O Hospital das Clínicas da UFG/Ebserh informa que o vazamento de água ocorrido no Edifício de Internação na noite desta sexta-feira (11/02) foi provocado pelo rompimento de uma tubulação do sistema de combate a incêndio após uma manutenção programada que estava dentro da garantia do prédio.  

A manutenção foi realizada até às 18 horas e o serviço foi entregue à equipe de Engenharia de Segurança do Trabalho do HC. Porém, após 2 horas, houve o rompimento de um ponto da tubulação, provocando vazamento de água do 5º andar ao térreo e nos elevadores.  

Informamos que a Divisão de Logística e Infraestrutura Hospitalar do HC, juntamente com a equipe de Segurança do Trabalhador, já conseguiram conter o vazamento e estão fazendo o monitoramento. O Serviço de Garantia do prédio foi acionado para apurar as causas do rompimento e o fabricante dos elevadores para fazer a investigação de possíveis danos elétricos. As secretarias municipais e estaduais de saúde já foram comunicadas sobre o fato”. 

Tags: