Vídeo: Ministério Público se manifesta sobre “vacinação falsa” em Goiânia

Ministério Público se manifestou nesta quinta-feira

Nesta quarta-feira, 10, a filha de uma idosa de 88 anos realizou uma denúncia de que a mãe não recebeu a vacina contra a Covid-19 durante a primeira aplicação, em Goiânia. Para a TV Anhanguera, ela afirmou que a enfermeira enfiou a agulha no braço da mãe, porém não injetou o imunizante.

A Secretaria de Saúde de Goiânia havia informado, por meio de nota, que a profissional envolvida no fato foi identificada e não trabalharia mais nas escalas de vacinação até o devido esclarecimento do caso. Hoje, foi informado pela promotora do Ministério Público de Goiás, Dra. Marlene Bueno, que a enfermeira foi afastada pela Secretaria de Saúde do município.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A promotoria alegou também que acompanhará a idosa, que acabou recebendo o imunizante depois que sua filha, Luciana Jordão, de 57 anos, questionou a enfermeira sobre o líquido na seringa. A enfermeira teria pedido desculpas e dito que não havia percebido. E ainda será acompanhada pelo Ministério Público toda a equipe envolvida na polêmica.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, “Nesta quarta-feira (10/2), mais de 4,3 mil idosos foram efetivamente vacinados nos sete postos fixos e nos dois drives-thrus montados para atender a população de Goiânia. Destaca também que a vacinação é segura e que a imunização de idosos é fundamental na luta contra a pandemia do novo coronavírus”.

Veja a fala da promotora:

 

Tags: