Após acusação do Goiás, atacante Hulk nega vandalismo e exige retratação

Verdão publicou uma foto, dizendo que o jogador danificou a porta do vestiário de arbitragem em Goiânia

Está instaurada uma confusão extracampo entre o Goiás e o atacante Hulk, do Atlético-MG. No fim de semana, os times se enfrentaram pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro e empataram em 2×2. Segundo a assessoria do Verdão, o craque do Galo teria danificado a porta do vestiário de arbitragem da Serrinha. O jogador, no entanto, negou as acusações e exigiu retratação pública do clube esmeraldino.

Goiás x Hulk

No empate entre Goiás e Atlético-MG, pela Série A de 2022, Hulk marcou o gol inaugural da partida. O Galo ficou duas vezes à frente do placar, mas não conseguiu sustentar a vantagem até o fim.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Os jogadores do clube mineiro ficaram na bronca com a arbitragem. O principal argumento foi uma falta de Danilo Barcelos em cima de Guga. No lance em questão, o defensor do Goiás atingiu a barriga do lateral do Atlético-MG com as travas da chuteira. O árbitro puniu o atleta esmeraldino com o cartão amarelo.

LEIA TAMBÉM

• Até agora 1162 candidatos já registraram candidaturas em Goiás• Baldy pede impugnação de candidatura de Marconi• Casal de Goiânia lesou ao menos 30 em golpes de viagens e passagens aéreas

Os jogadores do Galo acharam pouco e exigiram a expulsão de Danilo Barcelos, o que não aconteceu. O próprio clube de Belo Horizonte reclamou da decisão nas redes sociais.

Depois do apito final, o assessor do Goiás enviou a foto abaixo com a seguinte legenda, no grupo de imprensa do clube: “Incrível Hulk e o chute que ele deu na porta na entrada do vestiário da arbitragem”.

Suposto chute de Hulk
O suposto ato de vandalismo de Hulk (Foto: Assessoria/Goiás EC)

O craque do Atlético-MG não deixou barato. Hulk refutou veementemente a acusação, dizendo que estava em outra área do Estádio da Serrinha naquele momento. O atacante solicitou uma retratação pública do Goiás, para não prejudicar a imagem do atleta.

Caso contrário, Hulk afirmou que tomaria atitudes judiciais, dizendo que “acusar alguém pelo que não fez é crime”. Mesmo sem identificar o autor do vandalismo, o Atlético-MG se comprometeu a arcar com os prejuízos da danificação na porta do vestiário da arbitragem.

Tags: