CPI da Covid: Forças armadas ameaçam Senado Federal

Em nova ameaça depois da nota da noite desta quarta-feira, militares prometem reação “mais dura” contra o Congresso

Integrantes da cúpula das Forças Armadas ameaçam o Congresso Nacional com uma reação “mais dura”, caso a CPI da Covid volte a fazer citações a suspeitas de corrupção envolvendo militares. Membros das Forças ouvidos pela jornalista Bela Megale na noite desta quarta-feira (7) afirmaram que as próximas manifestações podem ter respostas mais críticas. Eles não detalham, porém, a extensão de suas ameaças ao Poder Legislativo.

Apesar de o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), ter deixado claro que suas declarações sobre militares corruptos referiam-se a alguns integrantes das Forças Armadas que atuam no governo e não à instituição, o comando militar aproveitou a oportunidade para tentar estabelecer um veto a qualquer investigação contra integrantes especialmente do Exército.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Os comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica não só referendaram como também participaram da elaboração da nota publicada ontem pelo Ministério da Defesa, em repúdio às declarações de Aziz sobre corrupção entre parte dos militares. O presidente Bolsonaro também passou boa parte do dia focado na articulação da resposta à comissão.

 

 

Tags: