Home»Cotidiano»Médico morto em assalto é sepultado em Goiânia

PM ainda não sabia se vítima reagiu a abordagem

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

O corpo do ortopedista e traumatologista Antônio Carlos de Castro, de 64 anos,  foi sepultado no início da tarde desta terça-feira, 13, no Cemitério Parque Memorial, na GO-020, em Goiânia. O médico foi morto em uma tentativa de assalto na noite de segunda-feira, 12.

Antônio Carlos, que era tenente aposentado da Polícia Militar, transitava na Avenida B, no Setor Santo Antônio, em Goiânia, quando três homens armados, em um Fusion prata o abordaram em provável tentativa de assalto, segundo as primeiras informações.

A PM não soube informar se o médico teria reagido a abordagem nem se os assaltantes conseguiram levar algo dele. Equipes procuravam por imagens de câmeras de segurança que tenham capturado a ação dos criminosos.

Os criminosos fugiram em direção a BR-153, mas não foram localizados. A Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH) apura o caso até que se tenham provas de que a morte é resultante de um latrocínio (quando se mata para roubar).

Neste caso, a morte do médico da Clínica do Esporte seria apurada na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic). O destino da investigação será decidido nesta quarta-feira pela Superintendência de Polícia Judiciária (SPJ) da Polícia Civil.

Em nota, o Conselho Regional de Medicina lamentou a morte de Antônio Carlos de Castro.

Íntegra da nota:

“O Cremego se solidariza com a família, amigos e toda a classe médica e repudia tamanha violência, cobrando a imediata apuração do caso e punição dos responsáveis. É necessário que as autoridades competentes ajam com rigor para proteger a sociedade e evitar que dramas como esse se repitam”.

 

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!