Mendanha se posiciona contra aumento na passagem do transporte coletivo

O prefeito de Aparecida de Goiânia e presidente da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), Gustavo Mendanha (PMDB), garantiu que é contrário ao reajuste da passagem no transporte coletivo da região metropolitana de Goiânia, durante entrevista coletiva na manhã de hoje (15).

O prefeito comunicou que a votação sobre o aumento da tarifa ficou para a próxima quinta-feira (18), às 9h da manhã, em uma nova reunião realizada no auditório do Fórum de Aparecida de Goiânia. “No caso de existir um empate, eu estaria votando contra por entender que as melhorias que nós estamos esperando não estão acontecendo”, alegou.

Para que o reajuste acontecesse, segundo o presidente da CDTC, as empresas deveriam garantir o aumento do número de veículos e itinerário, principalmente nos horários de pico, limpeza nos terminais, bem como segurança, pontualidade, frota e climatização. Mendanha propõe um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para resolver o impasse, que seria firmando entre Ministério Público, Executivo e empresas de transporte coletivo. O Termo exige estudos que justifiquem os reajustes e foi enviado hoje às empresas, para que seja acordado já na reunião de quinta-feira (15).

Apesar disso, o prefeito afirmou que um dos pontos reivindicados já está sendo implantando como a contratação de organizadores de filas. “Não se trata de uma guerra contra as empresa e sim a defesa do usuário de transporte”, alega.

Tags: