“Um dia minha cabeça vai dizer ‘basta'”, afirma Nadal após eliminação em Roma

Em 2005 o atleta foi dagnosticado com uma doença que causa fortes dores nos pés, devido uma deformação no osso essencial do pé para locomoção.

O tenista Rafael Nadal foi eliminado nas oitavas de final do campeonato Masters 1000 de Roma, perdendo para Denis Shapovalov (número 16 no ranking), em um jogo que Nadal mostrou dificuldades físicas visíveis a partir do segundo set. 

No final da partida o espanhol abriu seu coração na coletiva de imprensa, e revelou que tem pensado em se aposentar se as dores crônicas que sente continuarem  atrapalhando. 

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“Essa é a realidade, tomo vários antiinflamatórios todos os dias só para conseguir treinar. Vou aguentar isso até minha cabeça me permitir aceitar que os dias são assim, mas um dia minha cabeça irá dizer ‘basta’, porque a dor me tira a felicidade. Não só pelo tênis, mas pela vida”, afirmou o atleta.

Nadal possui muitas lesões pontuais que teve ao longo de sua carreira, o tenista também convive com a síndrome de Müller-Weiss, uma doença que foi diagnosticada em 2005 e que causa dores fortes nos pés por conta de uma deformação no osso Navicular, essencial no pé para a locomoção. 

LEIA TAMBÉM

• Fique por dentro nas mudanças para liberação do INSS• Após sério diagnóstico de saúde, Bruce Willis anuncia aposentadoria• Entenda os impactos da greve e o caos no INSS

Foi por conta dessa síndrome que Nadal se afastou das quadras durante quase toda a temporada de 2021. O atleta perdeu as Olimpíadas de Tóquio, além do Wimbledon e o US Open, depois de ter perdido a semifinal de Roland Garros para Novak Djokovic.

Tags: